Riquezas Selvagens Megaways

2023-05-30 07:59:43 | em99t

$f.uc_title$

O retorno do ex-presidente Jair Bolsonaro ao Brasil completa 2 meses nesta segunda-feira (29). Ele passou três meses nos Estados Unidos depois do fim de seu mandato e n?o conseguiu se reeleger nas elei??es do ano passado.? Desde que voltou, Bolsonaro se tornou alvo de uma série de processos na justi?a como: o caso das joias sauditas, uma suspeita de incita??o aos atos golpistas de 8 de janeiro. Ele ainda responde a 16 a??es que podem torná-lo inelegível no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que lhe renderam uma série de visitas à Polícia Federal (PF) para prestar depoimento.? BNEWS ESG'Agenda ESG sem a educa??o iria naufragar no país', diz presidente do CNE POLITICAJer?nimo revela possibilidade de anunciar nome de pré-candidato à Prefeitura de Salvador no 2 de Julho; confira O primeiro ocorreu a menos de uma semana de seu retorno. No dia 5 de abril, Bolsonaro dep?s no inquérito que investiga as jóias recebidas de presente da Arábia Saudita, apreendidas no aeroporto de Campinas e que foram incorporadas ao acervo pessoal do ex-presidente ilegalmente. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); No dia 14 de abril, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou que Bolsonaro concedesse outro depoimento à PF, desta vez no inquérito dos atos golpistas de 8 de janeiro. O ex-presidente é suspeito de ser intelectual dos ataques antidemocráticos. O depoimento aconteceu no dia 26 de abril, na sede da Polícia Federal, em Brasília. Na oportunidade, Bolsonaro foi questionado sobre um vídeo que postou em suas redes sociais no dia 10 de janeiro. Nas imagens, publicadas depois dos atos golpistas, o ex-presidente? questiona a higidez das urnas eletr?nicas e endossava as narrativas de fraude na contabiliza??o dos votos. No depoimento, Bolsonaro disse que postou o vídeo “sem seu real interesse em publicá-lo”. Ele disse que havia passado por tratamento com morfina, em um hospital dos Estados Unidos, e que a postagem foi feita por engano.? window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-2-area" }); Uma semana depois, Bolsonaro voltou a ser alvo da PF. Dessa vez, a Polícia Federal prendeu o tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de Jair Bolsonaro, e outro de busca e apreens?o na casa do ex-presidente, em Brasília. As ordens foram cumpridas no ambito da chamada Opera??o Venire, que investiga um grupo acusado pelos crimes de inser??o de dados falsos de vacina??o contra a Covid-19 nos sistemas do Ministério da Saúde. Entre os cart?es adulterados está o de Bolsonaro e da filha, Laura. O ex-presidente optou n?o depor naquele dia sob a justificativa de que a sua defesa ainda n?o tinha tido acesso aos autos do processo. Porém, ele concedeu uma entrevista para um canal de televis?o, em que garante n?o ter cometido fraudes. O depoimento só aconteceu no dia 16 de maio. Na ocasi?o, Bolsonaro disse que n?o sabia quem inseriu os dados falsos e nunca falou com Mauro Cid sobre o esquema. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-3-area" }); Apesar disso, o ex-presidente também tem motivos para comemorar. Ele vem ostentando uma vida de luxo na capital federal.? No mesmo dia de seu retorno, Bolsonaro se reuniu com aliados na sede do PL para o seu futuro na política. Segundo a coluna de Guilherme Amado no site Metrópoles, Bolsonaro passou a receber até R$ 100 mil por mês entre aposentadorias e o salário que recebe depois de assumir o cargo de presidente de honra do PL. Como presidente de honra do PL, Bolsonaro recebe R$ 41,6 mil, valor máximo do servi?o público, recebido por ministros do STF. A legisla??o do Brasil n?o prevê pens?o especial para ex-presidentes, mas ele recebe aposentadorias pagas pela Camara e pelo Exército que, juntas, chegam a R$ 42 mil por mês, segundo o próprio Bolsonaro. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-4-area" }); Além disso, o ex-presidente mora com Michelle, a filha e a enteada em uma mans?o em Brasília. O imóvel conta com 400 metros de área construída e aluguel de R$ 12 mil.