66ko

2023-05-25 16:30:37 | em99t

$f.uc_title$

O Tribunal de Justi?a do Pará suspendeu o afastamento de Daniela Barbalho do cargo de conselheira no TCE (Tribunal de Contas do Estado), com salário de R$ 35 mil. Ela é casada com o governador Helder Barbalho (MDB). A decis?o argumentou que afastar Daniela traria "grave prejuízo" ao Pará, porque atrasaria o andamento de processos sob responsabilidade dela e, assim, correriam "o risco de serem anulados", segundo o desembargador Mairton Marques Carneiro. BRACELLGrupo asiático adquire empresa de Feira de Santana e entra no ramo de papeis tissue DESAGRADOUChefe de Diversidade da Uber é afastada após postura insensível; saiba detalhes O desembargador ainda falou em "consequências jurídicas irreparáveis às partes interessadas, bem como o risco de dano grave ao Estado". window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); Na delibera??o anterior, o juiz havia entendido que o caso configura nepotismo e viola princípios administrativos. "Com esse episódio, foi instituída uma espécie de nepotismo cruzado, vez que o Governador do Estado n?o efetuou diretamente a nomea??o da sua esposa para um cargo público relevante e vitalício, porém, indiretamente o fez mediante a conduta comissiva do Presidente da Assembleia Legislativa", escreveu Raimundo Santana, da 5a Vara da Fazenda Pública. Daniela tem como fun??o fiscalizar os gastos do governo do marido. Ela foi nomeada em mar?o deste ano em ato publicado no Diário Oficial do estado assinado pelo presidente da Alepa, o deputado Chic?o (MDB).