slots

2023-05-26 01:07:38 | em99t

$f.uc_title$

O ex-ministro da Justi?a no governo Dilma Rousseff (PT), José Eduardo Cardozo, foi contratado para atuar na defesa das vítimas da tragédia na barragem de Mariana/MG - ocorrido em novembro de 2015 -, em processo movido na Justi?a na Inglaterra. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, Cardozo, que é advogado, se reuniu com 28 prefeitos de municípios afetados pelo rompimento da barragem para tratar dos próximos passos da a??o contra a BHP movida pelo escritório Pogust Goodhead. O defensor justificou que gestores locais sejam ouvidos na repactua??o. POLíTICACPI dos atos golpistas: Relatora faz mistério de quando Bolsonaro será ouvido DenúnciaJogadores do Santos denunciam racismo em partida na Sul-Americana A banca entrou com o processo em 2020 e este é considerado um dos maiores da história jurídica inglesa - a empresa tem uma de suas sedes na Inglaterra. Inicialmente, representava 200 mil vítimas; hoje o número passa de 700 mil. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); "Por mais incrível que possa parecer, até hoje, os municípios n?o foram devidamente ouvidos nas negocia??es", afirma o advogado. "Isso é inadmissível. Municípios n?o podem ser tratados como entes federativos de segunda categoria", disse ele à coluna. Segundo ele, a entrada do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o processo em Londres oferecem uma nova oportunidade para que os prefeitos sejam ouvidos. "Somente assim uma indeniza??o justa e devida poderá chegar a todos atingidos e a que de fato dela mais precisa", completou.