Pesca Feroz

2023-05-26 09:12:25 | em99t

$f.uc_title$

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quinta-feira (25), em entrevista ao programa Estúdio i, da GloboNews, que havia um medo de que a infla??o no Brasil saísse de controle, mas esse risco, segundo ele, terminou com a aprova??o do novo marco fiscal. Campos Neto elogiou o trabalho do governo federal, através do ministro da Fazenda,? Fernando Haddad, para garantir a aprova??o da nova política fiscal, e disse ter uma boa rela??o com ele. "O ministro Haddad é uma pessoa muito fácil de conversar, muito acessível, tenho um relacionamento bom com ele desde o come?o", pontuou. BNEWS PETMomento fofura: Felino vê tutor dormindo e reage de forma adorável; assista Elei??es 2024Presidente do MDB-BA despista sobre candidatura do partido em 2024: “Fazer a alian?a correta” Sobre a taxa de juros, Campos Neto afirmou que o cenário econ?mico do país melhorou, mas n?o garante que haverá queda do índice. "Eu sou um voto de nove, é um voto do colegiado", salientou. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); O economista comentou a indica??o, pelo presidente Lula, de Gabriel Galípolo e de Ailton Aquino dos Santos para assumir diretorias no Banco Central. “Eles têm capacidade técnica, s?o bons, mas o mais importante é que essa é a regra do jogo, e a gente tem que conviver com as regras do jogo”, disse.