em99t

phdream

Um grupo formado por artistas, jogadores, ativistas, advogados, apresentadores e intelectuais como Camila Pitanga, Raí, Cléber Machado e Teresa Cristina enviará ao Conselho de ética e Decoro Parlamentar do Senado uma representa??o pedindo a cassa??o do mandato do senador Magno Malta (PL-ES). A medida ocorre após o parlamentar criticar a repercuss?o do caso de racismo contra o jogador brasileiro Vinicius Junior, do Real Madrid, ocorrido no domingo (21), em partida do Campeonato Espanhol. BRACELLGrupo asiático adquire empresa de Feira de Santana e entra no ramo de papeis tissue DESAGRADOUChefe de Diversidade da Uber é afastada após postura insensível; saiba detalhes Malta sugeriu que emissoras de TV estariam "revitimizando" o atleta e cobrou associa??es da causa animal para que "defendam os macacos", uma vez que os animais estariam "expostos" ao serem citados nos xingamentos usados contra o jogador. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); "O macaco é inteligente, é bem pertinho do homem. única diferen?a é o rabo. ágil, valente, alegre. Tudo o que você possa imaginar, ele tem", afirmou o senador, durante uma audiência da Comiss?o de Assuntos Econ?micos da Casa. "Eu, se fosse um jogador negro, entrava com uma leitoinha branca nos bra?os e eu ainda dava um beijo nela. E falava assim: 'Olha como eu n?o tenho nada contra branco'", acrescentou. Na representa??o, que é assinada pelos advogados Pierpaolo Cruz Bottini, Igor Tamasauskas, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, Sergio Renault, Marco Aurélio de Carvalho, Tiago Rocha e Sebasti?o Tojal, o grupo sustenta que a fala de Magno Malta é incompatível com o decoro parlamentar e abusa das prerrogativas asseguradas aos membros do Congresso Nacional. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-2-area" }); "Racismo é um ato da maior gravidade. Gracejar com a dor, com a discrimina??o, n?o condiz com a dignidade parlamentar, com a estatura do Senado federal. Um discurso daquele porte merece reprimenda ética e criminal, raz?o da representa??o apresentada", afirma Bottini. O pedido de cassa??o destaca que xingamentos que associam ou equiparam pessoas negras a macacos, como os direcionados a Vini Jr., fazem parte de uma prática reiterada e generalizada de racismo no futebol. Mais ainda: que está enraizado em quase todos os níveis da sociedade brasileira. A peti??o também é endossada pelo ex-jogador e comentarista Walter Casagrande Jr., pelo jornalista Juca Kfouri, pelo cofundador da Uneafro Douglas Belchior, pela chef Bel Coelho, pelo pintor Iran do Espírito Santo, pela editora Fernanda Diamant, pelo escritor Antonio Prata, pelo jornalista José Trajano e pela desembargadora aposentada Kenarik Boujikian. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-3-area" }); "Ao se analisar a frase 'ent?o é o seguinte, cadê os defensores da causa animal que n?o defendem o macaco? O macaco está exposto', fica evidente a quebra do decoro parlamentar, na medida em que na discuss?o sobre o racismo, o senador aponta que quem precisa de defesa é o macaco, e n?o aquele que foi alvo das ofensas racistas", pontuam os signatários. "Parece haver um modus operandi no conteúdo da declara??o do senador. Num primeiro momento há a relativiza??o da ofensa, apontando o macaco é quem necessitaria de defesa e, em um segundo momento, há o desprezo pela pauta ao apontar que tudo se leva 'para cor da pele'", continuam. A representa??o enviada ao Conselho de ética afirma ainda que a imunidade parlamentar n?o é um salvo-conduto para que senadores se comportem como quiserem, e que esse direito e a liberdade express?o n?o devem ser confundidos "com prerrogativa de destilar discursos de ódio, estereótipos ou menosprezo a popula??o preta deste pais". window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-4-area" });


日本熟妇色videos|日本不卡一区二区三区在线|小草在线资源视频免费观看|日韩精品免费无码专区