As Joias do Coringa

2023-05-25 14:46:14 | em99t

$f.uc_title$

Se engana quem acha que bolsonaristas e lulistas s?o sempre como água e óleo, n?o se misturam. No caso da explora??o de petróleo na foz do rio Amazonas, uma ala do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e parlamentares apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) compartilham da mesma opini?o: s?o fortemente favoráveis. Enquanto a ministra Marina Silva (Rede), do Meio Ambiente, se posiciona contrariamente à explora??o do petróleo na regi?o da Amaz?nia, o ministro Alexandre Silveira (PSD), das Minas e Energia, se coloca a favor da atua??o na foz do Amazonas. BRACELLGrupo asiático adquire empresa de Feira de Santana e entra no ramo de papeis tissue DESAGRADOUChefe de Diversidade da Uber é afastada após postura insensível; saiba detalhes No Congresso Nacional, os bolsonaristas tomaram lado e passaram a pressionar Marina para que mude de opini?o. Um deles foi o deputado federal Zé Trov?o (PL-SC), que criticou o parecer do Ibama que defende a n?o explora??o do petróleo amaz?nico. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-1-area" }); “Hoje, o Brasil tem a possibilidade de colocar em seus cofres mais de R$ 11 trilh?es e simplesmente existe um laudo que fala que isso é impossível. Falamos da Petrobras perfurar po?os na regi?o amaz?nica. S?o 30 bilh?es de barris a serem extraídos dali. Com esses recursos, poderia se levar recursos para saneamento, saúde e educa??o para a regi?o”, afirmou o deputado, durante audiência pública com a presen?a de Marina. “Pe?o à senhora um pouco de consciência. O país está indo à bancarrota”, complementou Zé Trov?o. O deputado Capit?o Alberto (PL-AM) também apelou para que Marina mudasse de opini?o. Segundo ele, a Petrobras é uma estatal capaz de realizar a extra??o do petróleo de forma segura, sem causar danos ao meio ambiente. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-2-area" }); “A Petrobras já mostrou sua experiência. N?o tem desastre na Petrobras. A empresa já mostrou ser viável isso, a 500 quil?metros da costa. Vamos rever e avan?ar na autoriza??o na explora??o da margem equatorial”, avaliou Capit?o Alberto. O parlamentar Delegado Fábio Costa (PP-AL) lembrou a crise na Rede, partido de Marina, provocada pela decis?o da ministra em n?o apoiar a explora??o do petróleo na foz do rio Amazonas. O líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), pediu para deixar a legenda. “Esse posicionamento do Ibama e do ministério acabou causando uma grave crise na base do governo. Ao ponto de levar o líder do governo no Senado, Randolfe Rodrigues, a sair do seu partido por divergir de seu posicionamento. Ele n?o está sozinho. Tem o ministro das Minas e Energia e o presidente da Petrobras, que defendem isso. Pergunto à senhora se irá pedir para sair novamente do governo?”, questionou Fábio Costa. window.uolads && window.uolads.push({ id: "banner-300x250-3-area" }); Em resposta, Marina defendeu o posicionamento do Ibama e afirmou que n?o estava rejeitando de antem?o a possibilidade de explora??o do petróleo na Amaz?nia, mas sim pedindo respeito a posicionamentos técnicos. “Se trata da decis?o de um governo republicano, que respeita a lei, n?o é negacionista. Todos assinaram que precisa de avalia??o ambiental estratégica. E o relatório foi assinado por dez técnicos do Ibama”, justificou a ministra.